Corticoides podem afetar mais de 10 órgãos do seu cão

Escrito por: Tudo Sobre Cachorros

Sejam orais, injetáveis ou de uso tópico, os corticoides são utilizados, entre muitas situações, para controlar casos de coceira alérgica. Eles inibem inicialmente os sintomas, mas podem trazer danos irreversíveis.
 
O uso prolongado dos corticoides pode afetar o coração, os vasos sanguíneos, a pele, os pelos, os músculos, o fígado, os rins, o pâncreas, a bexiga, as glândulas adrenais, os linfonodos e o sistema nervoso central do cão (veja o infográfico).
 
O médico veterinário Marconi Rodrigues de Farias explica que alguns animais que fazem o uso regular de corticoides para tratar o prurido alérgico “desenvolvem doenças hepáticas, doenças renais, pancreáticas e gastrointestinais”.
 
Os especialistas fazem este alerta porque a coceira em cães é um dos problemas mais frequentes que chegam aos consultórios veterinários. “De cada 10 proprietários que levam o seu animal para a assistência veterinária, de 4 até 8 apresentam problema dermatológico. São várias as queixas, mas prurido (coceira) é a principal”, observa Marconi.
 
Portanto, é preciso escolher o melhor tratamento para não piorar ainda mais a saúde do seu cachorro.
 

corticoide-pra-cachorro

Infográfico produzido pela Zoetis®


 
 

Efeitos colaterais dos corticóides em cachorros

 
A produção natural de corticoides em quantidades pequenas e sob o controle do organismo dos cães só traz benefícios. Já quando são administrados de forma intencional como em comprimidos, líquidos e pomadas, podem causar uma série de efeitos adversos nos cães, tais como respiração ofegante, aumento da produção de urina, sede e fome excessivas no curto prazo. O uso prolongado pode fazer com que o animal fique mais vulnerável a infecções, predisposto a diabetes melito, com fraqueza e flacidez musculares, além de dificuldade respiratória e atrofia das glândulas adrenais. “Esses são só alguns dos males. O problema dos corticoides na forma de medicamentos é que seus efeitos são muito abrangentes e fogem da regulação normal do organismo”, complementa Alexandre Merlo.
 

corticoide-efeitos-colaterais

Infográfico produzido pela Zoetis®


 
 
Por atuarem sobre todo o metabolismo do animal, o aumento de peso é outra preocupação. “Quando o uso desses medicamentos é prolongado, os níveis de glicose no sangue aumentam, predispondo a diabetes, por exemplo. Também pode haver retenção de líquidos e alteração da distribuição da gordura no organismo. Isso, somado ao aumento do apetite, leva ao aumento de peso”, afirma.
 

     

Solução sem corticoides

No mercado nacional, até o começo do ano passado, o tratamento mais comum para casos de prurido alérgico eram os corticoides. Mas, em meados de 2016, foi lançado o Apoquel da Zoetis.
 
ANTES DE MEDICAR SEU CACHORRO CONSULTE SEMPRE UM VETERINÁRIO.
 

   


3K Compart.
Compartilhar3K
WhatsApp
Twittar1
Pin5