25 motivos para você não ter um Bulldog | Tudo Sobre Cachorros

25 motivos para você não ter um Bulldog

Escrito por: Tudo Sobre Cachorros Atualizado em 20/08/2015

No Brasil os tipos de Bulldog mais comuns são o Bulldog Inglês e o Bulldog Francês. Os dois são bem parecidos no que se refere a cuidados e problemas, embora geralmente você possa pegar os problemas/cuidados do Bulldog Francês e multiplicar por 10, aí você saberá quais são os problemas e cuidados do Bulldog Inglês.
 
Leia aqui tudo sobre o Bulldog Inglês.
Leia aqui tudo sobre o Bulldog Francês.
 
Se você está lendo esse artigo, você provavelmente está pensando em adquirir um Bulldog Francês ou um Bulldog Inglês. Você pode estar na dúvida entre um e outro ou entre um Bulldog e outra raça. E se você já tem um Bulldog em casa, bem, é sempre bom se informar e saber o que lhe espera.
 
Aconselhamos você a consultar quem já tem um cachorro dessas raças, para saber os prós e contras e estar preparado para tudo. Os grupos do Facebook ajudam muito nesse sentido. Esses são os grupos que recomendamos:
 
Grupo Buldogue Francês – Brasil (Bulldog Francês)
Grupo Bulldogada (Bulldog Inglês)
 
Halina Medina, fundadora do Tudo Sobre Cachorros, tem uma Bulldog Francês, a Pandora. Então acredite, não estamos criticando as raças. Os Bulldogs são cães maravilhosos e extremamente viciantes. A questão é a importância de se informar e adquirir um Bulldog de forma consciente, pra não ter surpresas – e o cachorro não acabar sendo doado ou abandonado.
 
Há vários casos de pessoas que compram um Bulldog porque está na moda e 3 meses depois resolvem doar o cachorro porque está destruindo tudo da casa. Por isso é bom pesquisar antes. É bom pra pessoa e pro cachorro não acabar em mãos erradas.
 
Veja aqui 20 razões pra você TER um cachorro
Veja aqui 20 razões pra você NÃO TER um cachorro
 
 

25 motivos pra você não ter um Bulldog Inglês ou um Bulldog Francês

 

1- Soltam gases. Muitos gases.

Tem gente que acaba comprando um Bulldog sem saber dessa questão. Os Bulldogs soltam muito pum, praticamente toda hora. Esse quadro pode ficar melhor ou pior de acordo com a ração, tem rações que fazem o cachorro soltar mais pum e outras menos. E não adianta alguém indicar, cada cachorro é um indivíduo único, uma ração boa pra um pode não ser a ideal pra outro.
 
bulldog gases
 

2- Pelo por toda a casa

As pessoas tem a ideia errada de que os cães de pelo curto soltam menos pelo mas normalmente é o contrário. Os cães que soltam menos pelo são aqueles que precisam de tosa. Acostume-se com pelos no sofá, no chão, na roupa, no banheiro, na cama e não se surpreenda se achar pelo na comida.
 
Se você é alérgico ou se incomoda muito com pelos pela casa, veja aqui as raças que menos soltam pelo.
 

bulldog cai pelo

Bulldogs e Pugs são campeões na queda de pelo.


 

3- Não são cachorros de quintal

Se você quer um cachorro pra viver do lado de fora da casa, esqueça qualquer um dos dois Bulldogs. Primeiramente, eles precisam de companhia constante de humanos ou outros cães. Segundo que eles tem a saúde muito frágil em relação à temperatura pelo fato de serem braquicefálicos.
 
bulldog quintal
 

4- Não é cachorro de colo

O Bulldog Francês pesa de 8 a 14kg e o Bulldog Inglês pode chegar a 35kg. Então se você quer um cachorro pra sair na rua no seu colo ou em uma bolsinha, esqueça. Opte por um Yorkshire ou um Maltês.
 

Ashley Olsen bulldog frances

Ashley Olsen tentando levar um Bulldog Francês no colo.


 

5- Esqueça qualquer delicadeza

Bulldogs são cães extremamente brutos, mesmo quando estão brincando. Eles pulam com força, correm pela casa, esbarram em móveis… São cães muito fortes e musculosos e é difícil sentirem dor. Por isso não recomendamos para crianças muito pequenas ou idosos.
 


 

6- Você precisa ser um pouco sociável

É comum pararem a pessoa na rua quando avistam um Bulldog, seja ele inglês ou francês. Todo mundo quer brincar, passar a mão e fazer mil perguntas. Esteja preparado.
 
bulldog sociavel
 

7- São cães destruidores

Os Bulls (Pit Bull, Bulldogs, Bull Terrier) são cães de briga e foram criados para utilizarem muito a mandíbula. Por isso, são cães que tendem mais à destruição que outras raças. É comum as pessoas reclamarem de destruição por parte dos seus Bulldogs, inclusive reclamarem de cães que comem a parede, fazendo verdadeiros buracos no reboco.
 
bulldog come parede
 

8- O Bulldog Francês é agitado

Engana-se quem pensa que os Bulldogs são calmos e pacatos. Salvando raras exceções, em geral o Bulldog Francês é super agitado, nunca se cansa e ama brincar. Mas geralmente eles ficam calmos quando a família está calma, vendo TV por exemplo. O Bulldog Inglês é muito mais calmo, alguns não gostam nem de passear. Conhecemos uma história de um Bulldog Inglês que finge que está dormindo toda vez que o dono pega a coleira, chegando a roncar.
 


 

9- São cães visados pra roubo

Infelizmente os Bulldogs estão ficando cada vez mais popular, principalmente o Bulldog Francês. Essa é uma das raças mais roubadas do Brasil, talvez pelo seu preço e seu pequeno tamanho (sendo fácil de carregar). Veja aqui as raças mais visadas por bandidos e como se proteger.
 

10- Se você quer um cão pra se exercitar com você, esqueça

Apesar do Bulldog Francês ter bastante energia, seu corpo não acompanha esse ritmo. No caso do Bulldog Inglês então, nem a energia ele tem. É impossível correr quilômetros com um Bulldog do lado. Normalmente o Bulldog irá se deitar e vai se recusar a andar depois de alguns minutos. Pior que isso: por serem braquicefálicos, eles não fazem uma troca de calor normal. Quando muito exercitados, os Bulldogs podem ter uma hipertermia e uma parada cardio-respiratória. Isso não é brincadeira, há diversos relatos de Bulldogs que morreram porque passaram muito calor.
 

bulldog se cansa fácil

Normalmente eles avisam que não dá mais, deitando.


 

11- Latem pouco, mas é um latido estranho

Os Bulldogs tem essa vantagem: quase não latem. Normalmente latem no meio de uma brincadeira quando estão muito excitados ou então se tiver uma situação estranha, como alguém chegar de repente em casa. Quando latem, o latido é fino e muitas vezes eles emitem um som que parece que vão falar.
 


 

12- Xixi fora do lugar

Ensinar o cachorro a fazer o xixi e o cocô no lugar certo é sua função. Nenhum cão nasce sabendo disso e seu cão não pode adivinhar onde ele deve fazer. Os cães sempre vão procurar locais com boa absorção, como o seu tapete da sala. Os Bulldogs não são os cães mais inteligentes, então ensiná-los qualquer coisa requer muito mais paciência. Veja aqui em que posição estão os Bulldogs no ranking de inteligência canina.
 

13- Podem brigar com outros cães

Os Bulldogs são cães de briga, como já falamos. É comum sair briga entre Bulldogs em um cachorródromo, por exemplo, onde a concentração de cães é grande. Pra tentar amenizar isso, é importante socializar desde filhote, o que inclui começar a levar em parques e cachorródromos desde os quatro meses. Mesmo assim isso não é garantia. Brigar está no instinto dos Bulls.
 

bulldog socializar

Importante socializar desde filhote.


 

14- 100% teimosia

Os Bulldogs são cães dominantes. Então eles estão sempre desafiando o líder da matilha, no caso, você. Vão sempre testar sua paciência e seus limites, por exemplo, roubando o controle remoto pra você ir atrás dele. Não ceda a essa pressão, ignore o cão quando ele tentar chamar sua atenção e pegar sua liderança. Mesmo que o papel líder-seguidor esteja bem definido, volta e meia eles nos testam novamente.
 
bulldog teimoso
 

15- Não são muito apegados

Se você quer um cachorro grude, que ame colo e jamais saia do seu lado, os Bulldogs não são pra você. É claro que são carinhosos, mas estão longe de ser como outras raças. Veja aqui as raças mais apegadas aos donos. A maioria dos Bulldogs odeia colo, mas curtem a companhia do dono. Costumam eleger um dono preferido, mas se outra pessoa aparecer com petisco, brinquedo ou comida, o dono “preferido” é deixado de lado em menos de 1 segundo.
 
bulldog apegado
 

16- Roncos

O ronco dos Bulldogs parece o ronco de uma pessoa. É sério. Se seu sono é leve, seu Bulldog não poderá dormir no mesmo quarto que você. Os Bulldogs também roncam acordados. Eles roncam o tempo todo.
 


 

17- Baba

Raramente um Bulldog Francês baba, normalmente isso acontece quando estão brincando em parques e estão muito excitados. O Bulldog Inglês baba muito mais. Se você se incomoda com baba, é melhor escolher outra raça.
 
bulldog baba
 

18- Cuidados com as rugas etc

bulldog limpar rugasAs dobrinhas do Bulldog precisam sempre estar sequinhas. O ideal é limpar com um lenço umedecido e depois secar bem pra não dar fungos. Isso precisa ser feito todos os dias, de preferência duas vezes por dia. Outra coisa que faz parte da rotina de alguns Bulldogs é limpar as partes íntimas das fêmeas e passar uma pomada como Bepantol Baby ou Hipoglós. Muitos Bulldogs não conseguem se dobrar para fazer a higiene pessoal e essa região acaba assando. Quando assa, as fêmeas começam a esfregar a vulva no chão, o que faz com que entrem bactérias e cause cistite.
 

19- Podem comer cocô

Não é incomum casos de Bulldogs com coprofagia. Mas tem tratamento. Veja aqui tudo sobre a coprofagia.
 

20- Se você quer “tirar ninhadas” pra ganhar um dinheiro

Antes de pensar nisso, saiba que além dos gastos normais de uma ninhada (vermífugo, vacinas, local adequado, ração especial, etc), os Bulldogs só se reproduzem por inseminação artificial (eles não podem ser submetidos a atividades intensas, lembra? Muitos cães morrem na hora da ejaculação e não aguentam a monta). Além disso, o parto do Bulldog é sempre cesariana. A cabeça do Bulldog é muito larga e não passa pela vagina da fêmea, por isso os bebês precisam ser retirados pela barriga. Além da cirurgia de cesárea ser cara, ainda tem uma possível internação da fêmea e o risco de falecimento, afinal, é uma cirurgia como outra qualquer e a fêmea será submetida a anestesia geral.
 

21- São chatos pra comer

É normal um Bulldog enjoar da ração e simplesmente se recusar a comer do nada. Ou então não aceitar aquela ração super premium que você comprou 20kg. Também é comum as rações causarem reações alérgicas nos Bulldogs, o que desencadeia problemas de pele difíceis e caros de tratar. Se você acha um Bulldog Francês ou Inglês caro, é porque ainda não viu quanto vai gastar ao longo da vida dele.
 

22- Problemas de pele

É difícil ver um Bulldog que não tem ou nunca teve um problema de pele. Alergia alimentar, alergia a produtos de limpeza, alergia ao tipo de piso. Fora problemas com fungos. A imunidade dos Bulldogs é baixa e você precisa estar preparado para exames, banhos de tratamento e visitas ao veterinário. Pandora tem 2 anos e já teve: alergia alimentar, dermatite de borda de orelha e Malassézia.
 
bulldog alergia
 

23- Mais problemas de saúde

Tem veterinário que diz que Bulldogs não deveriam existir, porque só sofrem. Na natureza, os Bulldogs jamais existiriam e isso é uma verdade. Se passar de 25 graus já é suficiente pra passarem mal. Tem muito espirro reverso. Problemas de coluna são comuns e também nas articulações. Displasia é normal na raça e você deve evitar deixar o cão descer sozinho de sofás, escadas e camas pra não forçar as articulações. Problemas oculares são comuns, alguns exemplares tem os olhos muito saltados, o que faz com que sejam facilmente arranhados em quinas, espinhos etc. Os cães de boa procedência não devem ter os olhos esbugalhados nem vesgos. Criadores sérios e responsáveis não cruzam cães com os olhos assim e caso nasça dessa forma, eles castram. Se você quer comprar o filhote, veja sempre foto dos pais e observe como são os olhos. Também há casos de Bulldog Inglês que tem muita pele acima do olho e precisam fazer uma cirurgia pra conseguirem enxergar.
 
bulldog olhos
 

24- Prepare-se pro futuro

Um Bulldog vive cerca de 10 anos. São raros os que vivem mais de 12 anos. Não espere que seu Bulldog viva como um Poodle, porque isso não acontece na prática. Não conte que seu cão viverá 15, 18 anos. Saiba que está adquirindo uma raça problemática do ponto de vista de saúde e que a vida deles pode acabar antes do que a gente gostaria. Esteja preparado.
 

25- Você pode ficar viciado

Muita gente tem mais de um Bulldog. Eles viciam! Prepare-se pra ser fisgado.
 
 
Esse artigo não tem o intuito de criticar a raça. Estamos alertando pessoas que já tem ou querem ter um Bulldog para que não façam isso achando que é tudo mil maravilhas, que é um cão como todos os outros, porque não é. O Bulldog é um cachorro que requer muito cuidado e dedicação, mas a alegria de ter um Bulldog em casa é incomparável!
 

pandora halina tudo sobre cachorros

Halina e Pandora, mascote do nosso site!


 

Snapchat Tudo Sobre CachorrosInstagram Tudo Sobre Cachorros

Ganhe um Calendário 2016

Assine GRÁTIS a Newsletter, receba os artigos no seu e-mail e ganhe um lindo Calendário 2016 pra você baixar e imprimir!

Mãe de cachorro?

Junte-se a nós!

Cadastre-se para conhecer a DogHero, serviço de hospedagem para cães, e receba toda semana novidades do mundo canino.