5 razões pra você não cruzar o seu cachorro

5 razões pra você não cruzar o seu cachorro

Escrito por: Tudo Sobre Cachorros Atualizado em 03/02/2015

Infelizmente, a maioria das pessoas quer cruzar o cachorro e se recusa a castrá-lo. Ou até querem castrar, mas querem que o cachorro cruze pelo menos uma vez na vida.
 
Vamos mostrar pra vocês os motivos pelos quais as pessoas querem cruzar seus cães e porque não deveriam fazer isso. Quem sabe depois de ler essa matéria, você desista de cruzar o seu cachorro e faça pra ele o maior bem do mundo: a castração.
 
 

5 razões pra você nunca cruzar o seu cachorro

 
1. “Meu cachorro é o melhor cachorro que eu já vi!”
 
Esse é o motivo número 1 porque alguém decide cruzar seu cachorro. E queremos que saiba que acreditamos em você. Provavelmente ele é o melhor cachorro do mundo. Todo mundo que tem cachorro acha isso, pois eles são mesmo seres incríveis.
 
Porém, TODO MUNDO sente isso em relação ao seu cachorro. E esse é um péssimo motivo pra cruzar o seu cão. Pra começar, você vai colocar no mundo vários filhotes e estará impedindo que cães de abrigos sejam resgatados.
 
“Ah, mas eu quero um netinho porque meu cachorro é perfeito e eu quero um netinho dele”. Entendemos. Infelizmente a vida dos cães é muito curta e ficamos tristes ao pensar que eles não ficarão décadas conosco. Mas aqui vai um alerta: você não vai ter um cão igual ao seu só porque é filho dele. Irmãos nascem e são criados dos mesmos pais e mesmo assim são muito diferentes. Isso acontece também com os cães. Eles podem nem se parecer fisicamente, quem dirá no temperamento. O temperamento é moldado por genética, mas grande parte é criação, experiências da vida do cachorro e individualidade. É impossível termos um cão igual ao outro.
 
Inclusive, você pode acabar com um cão que deixe você muito frustrado. Primeiro, você pode não ter uma conexão com esse filhote. A relação entre humanos e cães também é química e é inevitável que a gente se sinta mais conectado a um cão do que a outro. Você vai esperar que esse filhote faça o que seu antigo cachorro fazia, que ele se pareça com ele e tenha uma ligação com você como você tinha com o antigo cão. Mas nada disso pode acontecer. As chances disso acontecer são as mesmas do que se você tiver um cachorro que não é filhote do seu cão.
 
 
2. Todos os seus amigos querem um cachorro
 
Não, não querem. Sim, eles te falaram que querem muito um filhotinho quando o seu “der cria”. Eles estão sentados agora no conforto do lar e dizem “claro que eu quero um filhotinho da Lola!”. Mas, não é verdade. A chance de uma pessoa que diz que quer um cão REALMENTE ficar com um filhote é mínima. Já explicamos em um artigo as 20 razões pra não ter um cachorro. Ter um cão não é fácil. Envolve muita coisa. Envolve dinheiro, sacrifícios, tempo, energia, disposição. Falar que quer um cachorro é fácil, realmente se comprometer a ter um, é muito difícil.
 
Outra coisa que pode acontecer: os amigos aceitam um filhote, aquela coisa fofinha e peluda, afinal, foi de graça ou quase de graça, por que não pegar um? Mas, na prática, não aguentam ter um cão em casa, não tem tempo pra cuidar, e acabam abandonando, doando ou revendendo.
 
porque nao cruzar
 
 
3. O cachorro é de uma ótima linhagem
 
Sim, cães comprados em criadores sérios e experientes são normalmente de ótima linhagem, mesmo que seja para venda como pet e não para serem matrizes ou padreadores. Mas vir de uma boa linhagem não significa que o cão seja bom o suficiente, tanto na aparência quanto no temperamento, para ser reproduzido.
 
Dizer que um cão pode procriar porque é de uma ótima linhagem é o mesmo que dizer que uma pessoa é bonita porque os pais dela são bonitos. Isso não quer dizer nada. Pais de ótima linhagem podem gerar filhotes que não são adequados pra cruza.
 
Ter pedigree não quer dizer nada.
 
 
4. Meu cachorro é macho e precisa cruzar
 
Pra começar, seu cachorro macho vai ter que cruzar com uma fêmea e isso a fará ficar prenha, que gerará dezenas, centenas de filhotes no mundo. A maioria dos cães machos jamais irá reproduzir, pois os donos de cadelas fêmeas normalmente não querem. Não querem ter o trabalho, não querem os gastos, não querem submeter a cadela a uma gravidez de risco correndo o risco de morrer.
 
“Meu cachorro precisa cruzar pra se acalmar”. Isso irá piorar tudo. Na natureza, cães alfas machos cruzam com todas as cadelas da matilha. Isso significa que ele irá cruzar várias vezes na semana, no mês, no ano. E até aí tudo bem. Porém no mundo urbano e real em que vivemos, um macho irá cruzar uma vez ou outra e só. Isso vai aumentar sua frustração, pois irá desencadear uma produção hormonal sexual e ele ficará mais agitado querendo cruzar mais vezes, o que não é possível na prática. Cruzar não acalma um cachorro, apenas deixa-o mais nervoso. O que acalma um cachorro sexualmente falando é a castração.
 
 
5. Preciso de um dinheiro extra
 
Criar cachorro não dá dinheiro. Claro, as pessoas pensam “R$2.000 cada cachorro em uma ninhada de 7, isso são R$14.000”. Mas não é bem assim que funciona.
 
Vamos aos custos pra cruzar seu cachorro:
 
– vacinas no macho e na fêmea
– vacinas nos filhotes até 2 meses de idade
– vermífugo para a mãe e os filhotes
– acompanhamento veterinário da cadela grávida durante 2 meses
– ultras
– parto da cadela (e se for cesareana, é muito caro)
– vitaminas e suplementos para a cadela prenha
– tapetes higiênicos em grande quantidade para quando os filhotes nascerem até 2 meses
 
Em geral, é quase impossível lucrar com a venda de filhotes, claro, se a pessoa for consciente e fizer tudo corretamente.
 
É sempre mais barato comprar um filhote, caso você queira um segundo cachorro, do que cruzar seu cão pra ficar com o filhote.
 
 

Um exemplo de alguém que cruzou seus cães…

 
Recebemos esse comentário da Janaina no nosso Facebook e pedimos autorização pra postarmos aqui. Assim vocês podem perceber, na prática, o que acontece quando cruza sua cadelinha.
 
“Posso falar por experiencia própria… Tenho um casal de shih tzu e eu, claro, como boa mamãe, queria um netinho, rs. E meu marido como bom homem, queria o dinheiro dos outros filhotes…
 
Enfim depois de muita insistência deixei eles cruzarem e vieram os filhotes… E tudo foi muito sacrificante pra mim… Ver minha princesa enorme e desconfortável até o fim da gravidez… O sofrimento do parto q acompanhei minuto a minuto… Os cuidados com os 4 filhotes que são 24h… Costumo dizer que são como os bebês humanos só que sem fraldas… Muito massante… Limpeza o tempo todo pois fazem cocê e se arrastam por cima… E quando começam a andar saem fazendo xixi pela casa toda… Nem sei o que faria se estivesse trabalhando…
 
Fiquei com muita dó da minha cachorrinha pois estava um calor infernal e eles não saiam de cima dela, que ficou deprimida vários dias… E agora o pior é que eu e as crianças já nos apegamos e eles vão embora… Está sendo muito sofrido pra mim… Vendi a preço de banana pra conhecidos só para poder tê-los por perto pois por mim ninguém iria embora.. E aqui em casa castraremos todo mundo….”
 
 

Palavra de uma tutora apaixonada por seus cães

 

makena e joaquim

Makena e Joca são de ótimo canil, ótima linhagem e são CASTRADOS.

A Marta Mendes é uma pessoa apaixonada por cães. Ela tem dois bulldogs franceses, a Makena e o Joaquim. Ela postou esse texto em um grupo de bulldogs no Facebook e gentilmente cedeu seu texto para que pudéssemos publicar no Tudo Sobre Cachorros.
 
O posicionamento do nosso site é claro em relação à cruza caseira: somos contra. Por todos os motivos que você vai ler abaixo. Somos a favor da posse consciente, da castração. Veja aqui sobre as vantagens da castração.
 
Vamos aos motivos pelos quais você não deveria cruzar o seu cachorro:
 
1 – Seu cachorro é pra companhia
“Eu comprei meu cão para companhia, paguei um preço justo, por um cão dentro do padrão da raça, de uma linhagem de sangue muito boa e de um canil responsável e ético, mas com certeza não é um cão para reprodução ou exposição. Não paguei por isso, um cão para esse fim (padreadores e matrizes), tem um preço muito acima das minhas possibilidades, e principalmente, por que não era esse meu objetivo quando comprei meus filhos.”
 
2 – Quem faz estudos que garantem o padrão físico e temperamental da raça, bem como a saúde da ninhada, são criadores sérios, canis especializados
“Não tenho conhecimento suficiente para realizar essa reprodução, não entendo nada de mapeamento genético, linhas de sangue, características desejáveis, doenças hereditárias, e tantas outras coisas. Criar não se resume somente a realizar um cruzamento, seja por monta natural ou inseminação artificial, um parto normal ou uma cesariana.”
 
3 – A cadela pode falecer no parto
“Sei que a gestação canina é um processo difícil e complicado, não vejo necessidade de fazer minha filhota linda, gorda e gostosa passar por isso. Não quero e não vou lidar com as complicações que podem advir de uma gestação e um parto. Pergunto se me perdoaria se ela tivesse uma complicação qualquer que a levasse a óbito. A resposta é NÃO!”
 
4- É preciso ter profissionalismo
“E se ainda tivesse a disposição de passar por tudo isso, tivesse estudado tudo, me informado sobre tudo, tivesse o melhor acompanhamento do mundo, sei que a genética não é uma ciência exata. Eu conseguiria sacrificar um filhote de minha bebê que nascesse com um problema genético grave? Eu não saberia como lidar com isso.
 
Os criadores têm a minha mais profunda admiração, passam por alegrias incríveis mas por tristezas profundas e continuam na sua jornada. Tem mais cicatrizes no coração do que eu suportaria. Já vi criadores maravilhosos sofrerem por um parto mal sucedido, já vi criadores correndo para o veterinário com o risco de perder mãe e filhotes pelo fato da cadela começar a ter um parto natural, na hora errada, apesar de todo o acompanhamento realizado. Já vi as lágrimas nos olhos deles quando, devido a uma mastite totalmente inesperada da mãe, o leite tóxico envenena e mata os filhotes. Vi filhotes que nascem tão pequenos que precisam de um milagre para sobreviver, e esses criadores ficam 24 horas ao lado deles, alimentando, massageando e lutando.”
 
5 – Castrando, seu cachorro está livre de várias doenças
Câncer de útero, piometra, câncer nos testículos, doenças venéreas, gravidez psicológica, mastite, meus amados estão livres disso… castrados e felizes.
 
Nenhum dinheiro, nenhuma tortuosa necessidade emocional de continuidade, nada, nada mesmo justificaria colocar meus bebes em risco. Para o dinheiro, temos o trabalho, e para as neuroses, o psicólogo, a terapia, o psiquiatra. Mas não meus cães… eles não merecem isso.”
 
 
Outras considerações:
 
– Não, seu macho não quer ser papai e sua fêmea não quer ser mamãe. Cães não tem necessidade de se tornarem pais, de constituir famílias, como os seres humanos. Cães não sentem falta de sexo nem tem essa necessidade.
 
– Você quer um “netinho” do seu cachorro. E o que fará com todos os outros filhotes que vão nascer? Se doar, vai estar doando cães que poderão gerar mais filhotes e ajudará na superpopulação de cães no mundo. Se vender, estará fazendo dinheiro explorando seu “filho”, será que isso é certo? Sem contar que você pode gerar dezenas, centenas e milhares de cães com problemas genéticos, pois quem é leigo em criação não faz estudos genéticos, não sabe as doenças que podem aparecer, não mapeou toda a família do cão antes de cruzar.
 
 
Faça um bem para o seu cachorro e para você mesmo: castre!
 
A veterinária Daniela Spinardi explica nesse vídeo as vantagens da castração em machos e fêmeas:
 

 

Snapchat Tudo Sobre CachorrosInstagram Tudo Sobre Cachorros

Ganhe um Calendário 2016

Assine GRÁTIS a Newsletter, receba os artigos no seu e-mail e ganhe um lindo Calendário 2016 pra você baixar e imprimir!

Mãe de cachorro?

Junte-se a nós!

Cadastre-se para conhecer a DogHero, serviço de hospedagem para cães, e receba toda semana novidades do mundo canino.